Webdesigner é um termo bastante generico que define os profissionais que fazem sites para a internet. Com o crescimento da rede, a profissão tem se popularizado não apenas na Italia, como no mundo todo. Antes de chegar ao ponto dos salários é necessário entender um pouco sobre o mercado de trabalho.

Existem diversos “níveis” de webdesigners e a remuneração varia bastante:

O sobrinho do empresário

Perfil: é aquele garoto curioso, ainda cursando ensino médio ou começando faculdade, que vive fuçando na internet e aprendeu alguns truquezinhos sozinho.

Quanto ganha: como a idéia dele é descolar um extra para umas cervejas no final de semana e é para ajudar o tio ou algum conhecido, ele acaba topando qualquer coisa, pode até fazer site por Euro 100,00! A concorrência pode parecer desleal, mas geralmente o resultado do site é bem medíocre (mas tudo bem, porque o tal do tio empresário não entende nada de internet mesmo!).

 

O recém formado

Perfil: é o cara que estudou para ser webdesigner ou seria melhor dizer tecnico em programação web. Ele está entrando agora no mercado de trabalho e quer mostrar o talento.

Quanto ganha: como o objetivo dele é construir um portfolio de clientes & sites e  iniciar uma rede de relacionamentos ligada a profissão, ele está disposto a trabalhar de graça ou quase seja para clientes privados ou para agências. A concorrência é mais desleal do que no caso do sobrinho do empresário porque o recém formado é muito mais preparado, mas ainda falta a experiência.

 

O profissional

Perfil: É o cara que ralou para conquistar o seu lugar no mercado de trabalho. Passou por estágios, já construiu diversos sites e hoje entende do que fala (espera-se!). Em geral as agências procuram pessoas com um perfil um pouco menos generalista do que a palavra webdesigner: como criativos para o layout, programadores especializados em linguagens específicas como php ou flash.

Quanto ganha: o profissional pode ser contratado por agências de comunicação digital onde o salário pode variar entre 1000 e 1500 euros ao mês e o tipo de contrato em geral é o mais flexível possível (cada vez mais é raro contratos a tempo determinato ou indeterminato para a profissão) ou pode trabalhar como freelancer / profissional liberal; nesse caso os rendimentos dependem do tamanho do projeto e da quantidade de horas  (valor da hora em geral varia entre 8 e 35 euros).

 

O empreendedor

Perfil: é o cara que finalmente abriu a sua própria agência. Pode continuar trabalhando gerenciando times de trabalho ou simplesmente se encarregam de conquistar novos clientes.

Quanto ganha: o valor de um site feito por uma agência varia muito, em geral os preços partem de 1500 para ultrapassar até os 100.000 euros! O que diferencia um site barato de um site caro? É a inovação e criatividade, a idéia ou conceito que está por detrás da campanha.

 

O que você achou do artigo? Tem alguma coisa a acrescentar? Comente! Participe! 🙂

19 COMENTÁRIOS

  1. Olá, voce escreve como alguem que conhece bem esta area, voce trabalha como webdesigner ?
    Gostaria de saber mais como esta esta area na italia, tenho conhecimento em php, mysql, css, tableless, jquery,…. essas loucuras todas ai e mais algumas…
    Tem alguma região ou cidade com um mercado de trabalho melhor para web ?
    Para alguem com um bom conhecimento, é dificil conseguir um trabalho?
    abraço

  2. OI Maicon,
    Eu trabalho na área “internet”, mais especificamente no setor de mídias sociais. Com certeza profissionais de programação servem sempre, obviamente a concorrência é enorme, mas existe sempre espaço para quem é bom e é humilde.
    Existem boas agências espalhadas por toda Italia. Recomendo que prepare um ótimo portfolio e envie para as agências. Se você tiver a dupla cidadania fica mais fácil, mas não é condição obrigatória. Boa sorte!
    Abs

  3. Obrigado pela resposta, sim, ja tenho cidadania italiana, e falo itaiano em um nível medio digamos, consigo me comunicar, acho que bem… ja fiz meu curriculo em italiano, vou começar a enviar para ver o retorno …

    obrigado

  4. sou um profissional na area de martelinho de ouro com muitos anos de exp. e gostariade uma oportunidade na italia ou em outro pais da europa ,como faço para manter contato ou ajuda para ir embora

  5. Eu tenho experiência em algumas agências de propaganda, tanto offline, como online, porém na área de planejamento. Eu também tenho experiência na área de marketing em grandes empresas. Possuo a dupla cidadania e penso em ir para a Itália fazer um curso de midias sociais na SDA Bocconi e depois tentar algum emprego por aí. Por favor, você teria alguma dica? Obrigado.

  6. Gente sou Webdesigner CSS Jquery HTML, estou fazendo Técnico de Informática para pegar um canudo Técnico mas já tenho 6 anos de experiência com Venda de TI / Hardware / Redes e desenvolvimento. Será que consigol algo legal na Itália? To pensando em largar o Brasil de mão.

  7. Oi, trabalho com editoração e revisão de textos. Também gosto muito de escrever, viajar. É possível conseguir um emprego nessa área na Itália?

  8. Sou Administrador de Rede, e gostaria de saber ser você tem idéia de quanto um Administrador de Redes Microsoft esta ganhando hoje na Italia.

  9. Olá, possuo uma pequena agência aqui no Brasil que oferece full service, atendemos os clientes com sites, aplicativos, social media, marketing online, impressos e outros. Já possuo um portfólio bacana, e tenho cidadania italiana, conhece algum programa de trabalho ou de estudos na Itália?

    Obrigado

  10. @Paulo Baroni
    Não sei exatamente quanto ganha, mas os salarios na Italia variam entre 1000-2000 euros em média nas mais diferentes profissões. Obviamente não me refiro às estrelas de cada setor, mas a um profissional médio.

    @Guilherme
    Fique de olho nas dicas de eventos, que pode ser um ponto de partida para uma nova rede de contatos na Itália, afinal assim como no Brasil o networking é importante. Sobre estudos depende do que você tem vontade de aprender… Se você já tem bastante experiência acho mais interessante participar de eventos na sua área. Quando sobra tempo atualizo aqui: https://trabalhonaitalia.com/category/feiras-e-eventos/
    Abs Barbara

  11. Ola sou serigrafo e trabalho principalmente no ramos de sacolas e brindes personalizados, gostaria de saber se existe este mercado na Italia.

Comments are closed.