A moda dos espaços de trabalho compartilhados se alastra também pela Itália e pode ser uma alternativa para quem está de passagem pelo país. Em Milão, um coworking com babás compartilhadas foi considerado pela União Europeia um dos melhores projetos de inovação social do continente.

Summer-C_coworking-no-lago
Summer-C

A moda dos escritórios compartilhados chegou também na Itália. De Milão a Roma, passando pela Sardenha, os escritórios coworking se apresentam como solução para profissionais freelancers e pequenas empresas, oferecendo espaços aconchegantes e modernos, com ótimas conexões de internet e oportunidade de conhecer e confrontar outros profissionais.

Nascidos no Vale do Silício em 2005, os espaços de coworking vêm, desde então, se espalhando pelo mundo todo, inclusive no Brasil, onde já existem dezenas deles. Na Itália, os coworking existentes abrigam perfis diversos de profissionais, desde aqueles de áreas clássicas de coworkers como webdesigners, publicitários e profissionais de TI, até às profissionais que são mães e ali encontram facilidades como baby-sitters compartilhadas. São trabalhadores autônomos que buscam uma alternativa para os seus home offices que não sejam cafés e outros locais públicos.

Como funciona o coworking

Roma_Workinco-5
Work[in]Co, Roma
O modelo de trabalho dos coworking é baseado no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, incluindo internet, telefones, recepcionistas e outros serviços, reunindo pessoas que trabalham não necessariamente para a mesma empresa ou na mesma área de atuação. Normalmente, para utilizar o espaço é cobrada uma taxa por hora ou por mês, dependendo do acordo feito com os organizadores do espaço. O principal público destes espaços são os profissionais autônomos, que buscam uma alternativa para os seus home offices que não sejam cafés e outros locais públicos.

Cowo_fundadores
Os fundadores Cowo

“O coworking não é uma ideia anticrise, visto que nasceu no próspero Vale do Silício dos anos 2004-2005 e se desenvolveu como um modo de compartilhar espaços de trabalho e sinergias positivas entre profissionais que têm em comum recursos e valores”, explica Massimo Carraro, um dos fundadores da Cowo, rede italiana de espaços de coworking que já conta com 81 sedes em 51 cidades italianas. Fundada em 2008 por Carraro e Laura Coppola, sua esposa e sócia na agência de publicidade Monkey Business, a rede cresceu rapidamente graças a um sistema de afiliação, que permitiu que escritórios com espaços livres pudessem oferecer atividades de coworking, ou seja, de compartilhamento colaborativo dos espaços. Hoje, a rede Cowo é uma das principais referências na Itália quando se fala em trabalho colaborativo e 14 das suas sedes ficaram abertas ao longo do mês de agosto, período tradicional de férias coletivas na Itália.

Coworking em Roma

Em Roma, um dos espaços afiliados à rede Cowo é o Work[in]Co, fundado há pouco menos de um ano por um grupo de amigos que buscavam um espaço para trabalharem juntos e se confrontarem. “O nosso coworking é frequentado principalmente por profissionais autônomos ou pequenas empresas do mundo da arquitetura, design gráfico e fotografia, mas temos também analistas de sistemas, organizadores de eventos e consultores financeiros”, explica a arquiteta e urbanista Giorgia Amoruso, uma das fundadoras do espaço, destacando que turistas e estrangeiros que necessitem de um espaço para trabalhar são bem vindos, já que o coworking oferece posições de trabalho fixas e temporárias. Estas últimas para profissionais apenas de passagem. “O coworking está se difundindo muito rápido na Itália nos últimos anos, mas é possível fazer mais e melhor”, destaca a jovem arquiteta.

Coworking na Sardenha

OpenCampus, Sardenha
OpenCampus, Sardenha

A região da Sardenha também abriga uma importante referência quando se fala em coworking na Itália. Na capital, Cagliari, encontra-se o moderno Open Campus, que abriga empresas e startups inovadoras que operam nos setores digital, web e comunicação. O espaço foi aberto há poucos meses por iniciativa da Tiscali, gigante das telecomunicações italiana, que decidiu abrir sua sede para compartilhar espaços, serviços e tecnologias para empresas jovens e inovadoras com projetos nas áreas de animação 3D, aplicativos para smartphones, conteúdos multimídias, entre outras. Desde então, a iniciativa vem obtendo grande sucesso, levando para a paradisíaca ilha italiana jovens talentos de toda a Itália. Para participar deste coworking, no entanto, é preciso se inscrever em um processo seletivo. O espaço é aberto 24 horas por dia e oferece serviços como salas de reunião, auditório para 200 pessoas, recepção, refeitório, bar e até mesmo estúdios de pós-produção de vídeo e som.

OpenCampus na Sardenha
OpenCampus na Sardenha

Coworking em Milão

Feito por mulheres para mulheres: espaço para trabalho e baby-sitters

Em Milão, o coworking Piano C, criado e pensado para mulheres com filhos, oferecendo além das facilidades do escritório também serviços de baby-sitter compartilhada, de tão inovador conquistou um prêmio internacional antes mesmo de abrir: foi considerado pelo Banco Europeu de Investimentos o melhor “Projeto de Inovação Social da Europa”. “É possível e devemos buscar novos modos de trabalhar, para impedir a exclusão e discriminação das profissionais mães”, afirma Riccarda Zezza, uma das fundadoras do espaço que foi inaugurado em janeiro de 2013.

Piano-C-cobaby

Primeiro coworking na Itália, e um dos primeiros no mundo, criado especialmente para atender profissionais com filhos pequenos, o Piano C é um espaço de trabalho compartilhado que oferece, em uma área de 250 metros quadrados que abriga 20 coworkers, as clássicas facilidades de um espaço de coworking, como internet, impressoras, cozinha, salas de reuniões e recepção. Mas as novidades ficam mesmo com as duas áreas para crianças de 0 a 3 anos com recreacionistas todos os dias das 09h às 19h, lavanderia, e até um minimercado. Há ainda as atividades de formação profissional e também de desenvolvimento pessoal, como aulas de ioga, canto e desenho. Tudo para facilitar a vida das mulheres trabalhadoras com filhos pequenos.

Por trás do empreendimento, aberto em janeiro deste ano, estão cinco mulheres, profissionais de áreas diversas como arquitetura, advocacia e comunicação social, que experimentaram na pele as dificuldades das regras que governam atualmente o mundo do trabalho. “Piano C é um novo modelo de organização, que tem como objetivo recolocar no mercado talentos marginalizados pela economia tradicional”, explica o gerente do local, Raffaele Giaquinto. O espaço de Milão atende atualmente um público de coworkers de ambos os sexos, mas com prevalência feminina e com perfis diversos, desde profissionais freelancers, empresários até empregados de empresas em regime home office.

Um dos objetivos do Piano C é também ser uma base logística temporária para profissionais com crianças que estejam de passagem por Milão. “Nos primeiros meses de atividade registramos muitos casos de mulheres com filhos de outras regiões da Itália que se apoiaram temporariamente aqui”, explica Giaquinto, que acredita no futuro dos coworking. “É um fenômeno muito jovem a nível mundial e em rápida evolução. Na Itália, chegou em 2008 e ainda há muito espaço para crescer”, afirma Giaquinto.

Coworking no Lago

O terraço da Summer C, de frente para o lago
O terraço da Summer C, de frente para o lago

No verão de 2013, com o apoio da prefeitura de Milão, o Piano C realizou outro feito inovador. Inaugurou um espaço temporário de coworking, o Summer C, aberto nos meses de junho, julho e agosto, instalado na beira de um lago, nos arredores da cidade, com ainda mais facilidades para as crianças, a fim de suprir, justamente, o vácuo deixado pelas férias escolares que ocorrem neste período do ano na Itália. “A iniciativa foi um sucesso e pensamos em repetir em 2014”, afirma Giaquinto. Mas o sucesso da iniciativa se deve também a ideia inovadora de transferir o escritório para um espaço em meio à natureza, trazendo mais bem-estar para todos os coworkers. Todas as posições de trabalho na Summer C, por exemplo, tinham vista para o lago.

3 COMENTÁRIOS

  1. Boa tarde, quero saber como me inscrever-se para trabalho neste site….obrigada, Maria da luz

  2. Boa tarde. Gostaria de saber como eu faço para me inscrever no site citado acima.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here