Bitcoin e criptomoedas: é hora de começar a se informar

O mundo está evoluindo e um grupo de pessoas acredita que é necessário uma moeda global, que supere as fronteiras dos países e que possivelmente não possa ser controlada por governos e bancos. Nasce assim o Bitcoin e centenas de outras criptmoedas. Comece a se informar por aqui.

Índice do artigo
– Quanto é possível ganhar com criptomoedas
– Breve história do Bitcoin
–18 de agosto de 2008: nasce bitcoin.org
— 3 de janeiro de 2009: o primeiro bloco de bitcoin
— O primeiro pagamento em bitcoin
— A cotação de 1 bitcoin chega a 1 dólar
— Segurança dos bitcoins da Mt.Gox em risco
– Outras criptomoedas (altcoins, stablecoins e shitcoins)
– Como começar a investir em criptomoedas

Quanto é possível ganhar com Bitcoin e criptomoedas

Se no dia 09 de fevereiro de 2011 você tivesse comprado 10 dólares em bitcoin (cotação da época 1 dólar = 1 bitcoin) e tivesse vendido os seus bitcoins no último dia 13 de março de 2021 quando a cotação ultrapassou os 60 mil dólares por bitcoin hoje você teria nas suas mãos mais de 600.000 dólares!

Um investimento que rendeu bem 60.000 vezes em praticamente 10 anos. Parece uma história de ficção científica imaginar passar de 10 dólares a 600.000 dólares em 10 anos sem fazer praticamente nada nesse meio tempo!

A grande questão é: será possível repetir o fenômeno comprando bitcoin agora ou outra criptomoeda? Mas vamos começar pelo início e conhecer um pouco da história do bitcoin.

Breve história do Bitcoin

Antes de falar na história do bitcoin é preciso saber o que é uma criptomoeda. Então vamos lá na definição de criptomoeda de acordo com o wikipedia:

Uma criptomoeda é um meio de troca, podendo ser centralizado ou descentralizado que se utiliza da tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda.

A primeira criptomoeda descentralizada da história foi o Bitcoin, criado em 2009 por um pseudônimo chamado Satoshi Nakamoto.

Por trás do nome de Satoshi Nakamoto pode estar uma pessoa ou um grupo de pessoas. Na verdade ninguém sabe com certeza e existe toda uma aura de mistério, teorias e conjecturas.

18 de agosto de 2008: nasce bitcoin.org

O domínio bitcoin.org foi registrado pela primeira vez no dia 18 de agosto de 2008. Quem for curioso pode usar o serviço Way Back Machine para ver como o site foi evoluindo ao longo dos anos.

Para quem não sabe o Way Back Machine é uma espécie de máquina do tempo da internet que salva o conteúdo de sites espalhados pela web em um banco de dados que você pode consultar gratuitamente.

A primeira versão salvada de bitcoin.org no Way Back Machine é de 31 de janeiro de 2009 e dizia logo na introdução:

Bitcoin v0.1 Alpha Release – Announcing the first release of Bitcoin, a new electronic cash system that uses a peer-to-peer network to prevent double-spending. It’s completely decentralized with no server or trusted parties.

3 de janeiro de 2009: o primeiro bloco de bitcoin

O primeiro bloco de bitcoin – chamado de Genesis Block – foi gerado às 18:18 com um valor próximo ao zero. Alguns dias depois foi lançada a primeira versão do software Bitcoin 0.1 que incluía um sistema de geração de bitcoins que previa a criação de um total de 21 milhões de bitcoins até o ano de 2040.

No dia 12 de janeiro acontece a primeira transação em bitcoin entre o misterioso Satoshi Nakamoto e Hal Finney, desenvolvedor e ativista criptografico. O preço? No dia 5 de outubro de 2009 o New Liberty Standard hipotiza que 1,3 bitcoins possam ser trocados por 1 dólar, utilizando uma equação que inclui o custo da eletricidade para funcionar o computador que gera o bitcoin.

O primeiro pagamento em bitcoin

Pouco mais de um ano depois de sua criação, no dia 22 de maio de 2010, acontece o primeiro pagamento de um produto real por bitcoin. Foi realizado por um programador de Jacksonville, na Flórida chamado Laszlo Hanyecz que usa 10 mil bitcoins para comprar duas pizzas.

Passam poucos meses e no dia 6 de novembro do mesmo ano, a capitalização de bitcoin chega a um milhão de dólares e a taxa de câmbio da criptovaluta no MtGox chega a meio dólar por bitcoin. Quem gastou 10 mil apenas para 2 pizzas não fez um bom negócio…

A cotação de 1 bitcoin chega a 1 dólar

No dia 09 de fevereiro de 2011 o bitcoin é cotado a 1 dólar. Poucos meses depois nascem os primeiros mercados internacionais de bitcoin do Brasil até a Polônia. E a revista Time publica um artigo sobre o novo fenômeno.

Segurança dos bitcoins da Mt.Gox em risco

Mt. Gox era um portal de troca de bitcoin com base em Shibuya, Tokyo, no Japão. O serviço foi lançado em julho de 2010 e em 2014 detinha 70% de todas as transações de bitcoins (BTC) no mundo todo. Era um dos maiores intermediários de bitcoins.

Em fevereiro de 2014 Mt. Gox suspendeu as transações, fechou o site e o serviço de trocas e declarou falência aos creditores. Em abril de 2014 começou a liquidação da empresa. Mt Gox anunciou que aproximadamente 850.000 bitcoins que pertenciam aos clientes e a empresa tinham sido roubados. A soma superava os 450 milhões de dólares naquela época. Embora 200.000 bicoins tenham sido “encontrados”, as razões do desaparecimento de bitcoins permanecia desconhecida. Em 2015 novas evidências foram apresentadas pela companhia WizSec que conclui que o roubo teria acontecido a partir do final de 2011.

Entre os dias 31 de janeiro e 21 de fevereiro de 2011 a cotação do bitcoin passa de 938 dólares a 111 dólares. Com o passar dos meses se recupera um pouco e fecha o ano de 2011 com uma cotação de 330 dólares.

Com o passar dos anos o bitcoin teve vários momentos de alta e baixa. Até chegar ao valor de 40.000 dólares no início de janeiro de 2021. Nos últimos dias o valor do bitcoin começou a diminuir, como é normal que aconteça depois de um longo período de alta.

A questão é: o valor vai continuar subindo e chegar nos 150 mil dólares, como alguns afirmam ou se trata apenas de uma bolha que vai explodir fazendo seus investidores perder todo o dinheiro?

Outras criptomoedas além de Bitcoin (altcoins, stablecoins e shitcoins)

Bitcoin não é a única criptomoeda.

Existem muitas outras criptomoedas e geralmente elas são chamadas de altcoins.

ALTCOINS

Algumas altcoins que tem projeto ou um sentido de existir podem ser uma boa opção de investimento a longo prazo, como por exemplo: Ethereum (ETH), Binance Coin (BNB), Crypto.com (CRO) ou quem sabe também Ripple (XRP), Polkadot (DOT), Stellar (XLM), Cardano (ADA).

STABLE COINS

Existem também as stable coins que são moedas cujo valor é sempre o mesmo, atrelado ao valor do dólar. Por exemplo: Tether (USDT): isso significa que o valor de 1 USDT deve ser sempre equivalente ao valor de 1 USD. Outros exemplos de stable coins: USDC, BUSD.

SHITCOINS

Existem também as chamadas “shitcoins” que são aquelas moedas que são criadas apenas para especulação ou que ainda não sabemos se tem futuro, mas pode valer a pena investir apenas para colocar uns trocados e ver se fazem um 1000% para vendê-la o mais rapidamente possível. Sabendo, é claro, que é possível perder absolutamente todo o investimento porque o criador da moeda vai pegar o dinheiro e desaparecer. Ou seja, o risco é enorme. Alguns exemplos de shitcoin: DogeCoin (DOGE), Shiba Inu (SHIB) entre milhares de outras.

Para seguir o andamento das moedas você pode conferir o site da Coin Market Cap

Bitcoin é a principal criptomoeda e no momento influencia o andamento de todas as outras criptomoedas. Em geral quando o Bitcoin sobe as outras criptomoedas sobem também. E quando o Bitcoin cai, as outras criptos também caem.

Agora voltamos à pergunta do início: ainda vale a pena investir em bitcoin? será possível repetir o fenômeno comprando bitcoin agora ou outra criptomoeda?

Como começar a investir em criptomoedas

O primeiro passo para você que mora no Brasil ou na Italia é abrir uma conta em uma corretora. Prefira uma grande corretora que é mais estável e segura para o seu dinheiro.

Uma das maiores corretoras do mundo, que funciona tanto no Brasil como na Italia é a Binance. Eu tenho uma conta lá e explico aqui como abrir uma conta na Binance com desconto de 20% nas taxas spot para sempre.

Outra corretora que está ganhando mercado é o Exchange Crypto.com . Não confundir com a app e o cartão metálico: embora sejam do mesmo grupo, e tenham a mesma moeda nativa (CRO), são dois universos diferentes.

Se você está começando agora pode ser mais fácil começar com a app e o cartão metálico Crypto.com . Pegue aqui o meu código de indicação e ganhe 25 dólares (convertidos em CRO) no momento da inscrição.

Existe também a possibilidade de comprar e vender Bitcoin via P2P. Se você quer aprender a respeito leia aqui.

Enquanto você pode deixar o seu dinheiro nas corretoras para efetuar operações de compra e venda (ou “trade”) se objetivo for conservar as criptos a longo prazo (o famoso “hodl”) o ideal é usar uma carteira fria. Duas marcas famosas de hardware wallet bastante confiáveis são a Ledger ou Trezor.

Comprar na baixa e vender na alta

O conselho parece óbvio: você deve comprar a moeda quando o preço estiver baixo e vender quando estiver alto. A única coisa é que nem sempre é fácil, especialmente para um novato, saber se o preço está alto ou baixo. Se pode subir ou descer.

Geralmente a calma e sangue frio ajudam. Se você comprou uma moeda e logo depois ela diminui de preço, não necessariamente você deve vender correndo. É possível que depois de um tempo a moeda volte a subir e você possa recuperar o dinheiro investido.

Quando todo mundo está em pânico, gritando ao “scam” porque o preço do Bitcoin despencou… esse pode ser um ótimo momento de entrada.

Estude o máximo possível, leia artigos na internet, assista vídeos no Youtube em português, inglês e em todas as línguas que você entender para ver quais são as tendências e o que o povo está falando.

E claro lembre-se que o TRABALHO NA ITALIA não dá conselhos de investimentos porque não trabalhamos com isso. Apenas compartilhamos experiências e opiniões pessoais.

Aproveito e deixo aqui o convite para você continuar se informando sobre o assunto não só aqui no blog (siga os artigos com a tag criptomoedas) como em outros sites e portais. Boa sorte!


Publicidade:

 

Artigo escrito por:
Avatar de Barbara Bueno

Publicado

em

por

código de indicação Binance 20% de desconto taxas spot para sempre

Abra sua conta na Binance através deste link e ganhe 20% de desconto nas taxas nas negociações spot. Certifique-se que inseriu o seguinte referral id: IX4YCBJL

CARTÃO CRYPTO.COM APP REFERRAL
https://crypto.com/app/zcjm3945gg para criar sua conta Crypto.com e ganhe USD 25,00 em CRO

Compre online na Loja Amazon Brasilnaitalia

Procurando um lugar onde se hospedar nos seus primeiros dias de Italia?

Utilidades

Seções do site

Os mais lidos

Cidades da Itália

Comentários

5 respostas para “Bitcoin e criptomoedas: é hora de começar a se informar”

  1. […] hoje a USD 50 mil e atinge novo record histórico. Há pouco mais de 1 mês eu comentei que o bitcoin tinha atingido quota 40 mil dólares no dia 09 de janeiro de 2021 e já parecia um record histórico com todo mundo aconselhando a vender porque o preço já tinha […]

  2. […] Seja você está entrando no assunto agora pela primeira vez eu recomendo a leitura do meu artigo anterior: – Bitcoin e criptomoedas: é hora de começar a se informar […]

  3. […] Conheço muita gente que faz isso há anos e é muito feliz. Como vivem? Alguns tiveram a sorte de entrar no mundo de bitcoin e vivem de investimentos em criptomoedas. Se você não tem ideia sobre o que estou falando comece por este artigo: “Bitcoin e criptomoedas: é hora de começar a se informar“. […]

  4. […] saber mais sobre criptomoedas? Leia nossos artigos: – Bitcoin e criptomoedas: é hora de começar a se informar– Como solicitar cartão Crypto e começar a investir em criptomoedas de forma fácil– […]

  5. […] das criptomoedas está em grande crescimento (se você não sabe do que estou falando recomendo que leia este artigo) e consequentemente além de ser uma boa oportunidade de investimento, novas vagas de trabalho são […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *