Tem muita gente que sonha em morar na Itália e existem diversos motivos para isso. Pode ser por um antigo desejo de infância, uma paixão pela cultura italiana, a vontade de viver ao lado de família ou alguém especial. Mas se é para arranjar trabalho, meus amigos, talvez seja melhor pensar duas vezes.

Enquanto na Itália a taxa de desemprego no mês de março de 2014 foi de 12,7% de acordo com o Istat, no Brasil as coisas parecem estar muito mais tranquilas. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou ontem uma nota informando que a taxa de desemprego no Brasil no mês de abril foi de 4,9% (e 5% em abril).

dados: IBGE
dados: IBGE sobre taxa de desocupação no Brasil nos últimos 10 anos

É interessante pensar que em 10 anos tanta coisa mudou no Brasil: em abril de 2004 a taxa de desemprego era de 13,1%, em abril de 2014 de 4,9%. Vale a pena parar para refletir, ou não?

Leia também nosso artigo sobre o crescente desemprego na Itália.

16 COMENTÁRIOS

  1. Olá Barbara!

    Li seu texto sobre trabalho na Itália, como vc reside aí desde 2005, creio que saiba bem como estão as coisas por aí, mas creio também que pra falar das coisas por aqui, só estando aqui! Tenho 33 anos, o Brasil vive com certeza a sua pior fase no que diz respeito principalmente a corrupção e violência. 50 mil pessoas são assassinadas por ano no Brasil, o maior esquema de superfaturamento do mundo está ocorrendo nas obras da copa, os protestos e greves são diários, a inflação voltou, o custo de vida é muito alto, estão tentando controlar a internet, a Dilma conseguiu falir a Petrobras, o Brasil atinge os piores índices de educação e saúde, isso é crise de verdade!!!! Em breve o Brasil se tornará uma Venezuela! Tenho a intenção de mudar daqui com minha família, talvez para a Itália pois tenho cidadania e sei muito bem que não vou ficar rico aí, quero ter uma qualidade de vida melhor e poder criar minha filha num lugar mais decente, mas só vejo vcs, blogueiros, jogando banho de água fria! Façamos o seguinte, venha passar um período aqui no Brasil, aproveita e vem ver a Copa pra vc ver crise e caos de perto!!!!

  2. Compartilho do mesmo pensamento que o Thiago Forte. Isso que está um caos pra não dizer outra coisa. Fora a mentalidade da massa que é ridícula, só querem saber de pão e circo.

  3. Olá Thiago e Carlos, como estão?

    Sabe qual é a parte interessante? Enquanto os brasileiros pensam que o Brasil está na sua pior fase, aqui no exterior o Brasil nunca esteve tão na moda.

    E olha só: graças ao governo Lula, que aqui na Itália é um símbolo porque teria começado a dar espaço as camadas mais pobres da população.

    Além disso, nunca tantos brasileiros vieram passar férias na Itália e no exterior. O mercado está crescendo e os brasileiros no exterior começam a ser cada vez mais valorizados graças ao aquecimento da economia brasileira nos últimos anos.

    É interessante como as notícias dos jornais brasileiros são diferentes daquelas que chegam aqui ao exterior.

    Violência e corrupção sempre fizeram parte do Brasil. Mas não são exclusividade do Brasil. O que é importante saber é que ela existe em diversas outras áreas do mundo e na Itália os políticos estão longe de serem santos. Aliás, esses dias descobriram que o prefeito de Veneza estava envolvido no maior esquema de corrupção.

    Enfim, não sou contra quem quer mudar de país, até porque eu já mudei. Muito menos de quem quer vir para a Itália, porque eu moro aqui a quase 10 anos e não tenho a menor intenção de voltar ao Brasil.

    Gostaria apenas que os brasileiros conhecessem melhor a Itália porque chegam aqui imaginando uma realidade e encontram outra completamente diferente. Enquanto os turistas amam e voltam para cá mil vezes, quem vem para morar geralmente sofre, reclama…

    Enfim, vamos trocando idéias, notícias e experiências. Elas só ajudam a nos enriquecer culturalmente.

    Um abraço,

    Barbara

  4. Ola Barbara. Muito legal o trabalho que vem fazendo. No comeco de 2015 pretendo me mudar para a italia. Tenho cidadania e por esse e outros motivos escolhi o país. Mas nai conheco ninguem ni pais. Tenho muitas duvidas, principalmente em relacao ao mercado de trabalho. Sou chef de cozinha formado pelo centro europeu e minha namorada (que vai comigo) é publicitaria. Será que tem um e-mail que posso falar mais diretamente com vc?
    obrigado

  5. Oi… e entao… formada no Brasil em administracao de empresas, pos graduacao em marketing… nunca me faltou emprego no Brasil…10 anos na italia conseguindo trabalho temporario e agora desempregada da tanto sou dona de casa… A italia è uma ilusao… cada um no seu pais.

  6. Concordo com cada palavra de nosso amigo Thiago. Para o mundo o Brasil deu grandes avanços, porém internamente não houve nenhum. Moro em Belo Horizonte/MG o caos está gigantesco aqui. Só para documentar uma das obras para copa foi a criação de diversos viadutos. A duas semanas um destes caiu sobre um ônibus e dois carros. As casas aqui são construidas como cadeias cheias de grades e sistemas de proteção. pago convenio médico para familiar de 3 pessoas no valor de 500 reais pois não há como contar com o sistema público do pais. Educação está precária, inflação altíssima. Ou seja para quem vem passar as férias aqui as vezes não presenciam a realidade. Entendo o seu post pois deve acontecer a mesma coisa ai onde muitos vãos em saber a real situação do país.
    Mas posso te dizer uma coisa, o brasil está como um balão lotado de problemas e não vai demorar muito para explodir ^^

    Abraço

  7. Estive lendo a materia como tambem alguns certos comentarios e gostaria de deixar a minha opnião e contribuir para a informação.

    Eu sou de familia Italiana mas moro no Brasil/Rio de Janeiro e sou administrador de sistemas e tenho um excelente salario para alguem que mora no Br.

    Vou repetir o que o que ja foi dito a respeito do entendimento da capacidade de um cidadão vivendo em ambos os paises.

    De acordo com as ultimas estatisticas e analises dos rendimentos do pais, o salario medio de um Brasileiro variou entre R$ 2.265,71 de acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (o Rais). Ou seja, mesmo com o salario minimo e a cesta basica (obra do governo brasileiro e que nao tem em lugar nenhum do mundo), sempre baixos esse foi o rendimento “base” de um brasileiro. Em brasilia foi bem maior e quase o drobro.

    Na Italia nao existe um padrão de salario minimo mas basicamente os Italianos tiram entre 1000 euros mensalmente (levando em consideracao que estamos falando de salario minimo, no Brasil ele esta R$ 788,06 que é o valor ja pré-definido para o governo em 2015).

    Agora vamos entender os 2 lados, quem disse que com um salario base se da para viver no Br? Quem disse que só porque a economia esta estagnada que da para viver tranquilo no Br? Quem disse que esses padrões de indices de ” desempregos ” definam a qualidade de vida de um cidadão? Aonde ta escrito isso?

    de acordo com o IPCA a inflacao teve uma alta de 6,27% sendo que aqui no Br temos um dos maiores impostos de manutenção para todas as coisas basicas como agua e luz. De acordo com varios estudos a inflacao do Br so tem a aumentar e de acordo com o mesmo IPCA tivemos aumentos desde 2002 ate 2014 de muito mais de 100% o que não acontece em NENHUM pais da EUROPA (parcialmente) e nem na america do Norte.

    Porque estou falando isso? Vamos la.. eu moro no Rio de Janeiro. vcs tem ideia quanto custa um * mercado * semanal comparado ao poder de compra de um Italiano? Meu tio na regiao da Lombardia (lugar caro) compra muito mais do que eu com apenas 50 euros, o que eu NÃO consigo comprar com 200 reais.

    Ja viram o valor que esta a esploração imobiliária? Quanto custa um apartamento de 1 quarto no Leblon (varia de 1 a 2 milhoes) e quanto custa em Milano? em roma?

    Quanto custa a manutenção de um carro e todas as taxas que são pagas na Italaia para um simples carro, comparado a um Brasileiro?

    Quanto custa o poder de compra de um Brasileiro que quer manter uma TV Smart sempre nova, um iPhone (que cusra 3200 reais o de 64GB) ou smartphone do tipo padrão com Android? (estou sendo realista e objetivo nos nomes) Quanto será que custa no poder de compra de um Brasileiro a um Italiano?

    Quem disse que no Br alguem que vive com menos de 2 mil tem opções? Conheco pessoas em determinadas regiões da Italia que vivem muito bem com 1400 euros (bem com o básico) e trabalhando em SUB-EMPREGO. Ai eu pergunto, nossa tem bastante emprego no Br e o poder de compra de alguem que trabalha em sub emprego por aqui e ganha no máximo 1600 reais e ainda tendo que suprir 20% do salario ao INSS e impostos.

    Tem certeza mesmo que o parâmetro de taxas de desemprego é a “base” que defini a potencia do pais e da cidadania?

    quem disse que no Brasil e em grandes metropolis como Rio de Janeiro e em São Paulo se come bem por menos de 50 reais? Alguem aqui ja almoçou bem na Faria Lima ou na Barra da Tijuca?

    Quem disse que quem ganha 3000, 4000 reais no Br tem condições de pagar um aluguel de um apartamento bom, sendo que por aqui as taxcas do seguro fiança sao quase 150% o valor, além de gastos com IPTU, condominio, luz, internet, telefonia e outros. O meu aliguel no recreio é quase 3 mil. Um apartamento na zona sul do rio de janeiro de 1 quarto custa só o aluguel 2500 fora as outras taxas e seguro fiança.

    QUem disse que só pelo fato do desemprego no Br esta bem baixo as coisas estão bem? Puro Markent do governo, favor verificar com profundidade custos de mercado, transporte e outras coisas no Br com a Italia.

    Não sejamos tolos e VAMOS COMPARAR o poder de compra, capacidade de crescimento, opções, salario, dignidade , possibilidades com o poder do MERCOSUL, se referindo de direitos de um cidadão Brasileiro ao direitos da UE compado com um cidadão Italiano.

    Abrimos a mente para a realidade e não para numeros.

    Sim, vale a pena morar na italia e investir no pais.
    E viva a Italia.

  8. Olá Aprigio,

    Obrigada pela sua opinião e pelos dados que você compartilhou com a gente. Certamente enriquecem a discussão.

    A verdade é que tanto um apartamento no Rio, como em Milão, Roma ou Florença custam caríssimo. Obviamente se você considerar as áreas mais nobres do Rio com as mais nobres de Milão ou Roma.

    Agora sobre qualidade de vida, certamente isso depende dos padrões de cada um. Tem gente que não sabe viver sem 2 empregadas e 1 motorista a disposição. Isso também é possível na Itália, mas certamente não com um salário de 1000 euros. Aliás, com 1000 euros você não paga um aluguem em um lugar nobre de Milão. Precisa deixar claro isso também.

    A diferença é que talvez seja mais fácil ser elite no Brasil do que na Itália. Embora as coisas estejam mudando aos poucos. Em contrapartida, a vida na Itália é mais tranquila e aqui existem mais assistencialismo do governo, então é mais difícil que um pai de família seja obrigado a roubar para manter os filhos porque o governo dá uma “mãozinha” para as famílias mais carentes. Coisa que a classe média brasileira tem horror quando acontece no Brasil – embora depois admirem a “qualidade de vida” italiana…

    Enfim, lugar perfeito não existe. Existe o lugar certo para as necessidades mais íntimas de cada um. 🙂

    Um abraço,

    Barbara

  9. Muito bacana seu blog e sua postura perante critica.
    Quanto à questão sobre desemprego gostaria de pontuar que é complicado fazer comparações, pois a formula que gerá os índices são muito diferentes, isso por sí só impede uma comparação adequada sem contar que muitos são mascados por motivos políticos e eleitorais.

    Se buscar intender o índice, seus cálculos e diferenças de como são calculados em cada pais verá que não é como se pinta.

    http://www.epochtimes.com.br/governo-manipula-para-baixo-taxa-desemprego-brasil/#.VBo1pxJfdpM

  10. Olá Barbara tudo bem? Gostei muito do seu blog, ele é muito interessante.
    Diante da discussão dos comentários acho que para qualquer pessoa que pretenda se mudar para a Itália é necessário buscar todas as informações possíveis, eu concordo que os dois países não estão bem no momento e que o custo de vida esta muito maior no Brasil, tenho parentes na Itália que me falam que o país esta mal, pelo índice de desemprego, mas depende muito, pois se você é administrador de empresas aqui no Brasil, você não pode pensar que vai chegar na Itália conseguindo um posto igual o daqui, mas para quem pensar em se mudar para a Itália atrás de uma melhor qualidade de vida e mais tranquilidade, tem que estar disposto a trabalhar em outras áreas e postos de trabalhos mais inferiores (comércio, limpeza, agricultura e etc ). Em consideração nos alugueis para moradia ,existe diversas opções, depende da zona que quer morar, com certeza em lugares como Roma, Milão, Veneza e algumas outras mais conhecidas o custo de vida é maior, mas existe cidades menores, mas lindas e que darão a mesma qualidade de vida e tranquilidade.

  11. Aprigio, o desemprego na Italia está na casa de quase 15%, no Brasil está em 5%, divida pública da Italia está em 140% do Pib, Brasil 65%, Economia da Italia crescer? rs….

  12. O Brasil não é perfeito, mas ainda tem emprego, e não só sub-empregos como alguns disseram, mas faltam engenheiros, biomédicos, arquitetos, bem como profissões de caráter técnico ou menor qualificação, como pedreiros, marceneiros etc. Neste país não falta emprego, falta uma remuneração melhor.

    O problema do Brasil é sua classe dominante e sua classe média (o Brasil tem a única classe média no mundo que quer ter trabalhador doméstico!) de caráter ESCRAVOCRATA. Muita dondoca se irritou com PEC das Domésticas, pois agora é mais difícil encontrar alguma mulher (geralmente negras e/ou nordestinas) que queiram receber salários miseráveis para emular a relações de Casa Grande e Senzala.

    Sobre a corrupção, isso de que está em níveis altíssimos é pura balela, sempre houve, mas antes não se apurava e muito menos se punia (apesar que branco rico não vai preso ainda, como é o caso do Maluf, aqui só criminaliza gente ligada à esquerda, com fim de justamente destruir as bandeiras de esquerda e estancar o processo de transferência de renda de uma classe dominante assassina, racista e escravocrata, para um população que luta para sobreviver).

    Na Ditadura Militar desviou-se mais dinheiro público do que em TODA a História do Brasil. Nosso coeficiente de Gini (índice que mede a desigualdade) simplesmente estourou, sendo que só conseguimos voltar aos índices do começo dos anos 60 faz cerca de um ou dois anos.

    Ainda sobre a corrupção, a Fiesp estima que some cerca de 100 bilhões de reais anuais, o que dá cerca de 3,5% do PIB. Todo dinheiro faz falta, mas não é com 3,5% do PIB que o Brasil vai vencer os seus problemas, mas sim com um efetividade progressividade na cobrança dos tributos (que tem mais, contribui mais), bem como com o IGF (Imposto sobre Grandes Fortunas), previsto na Constituição Federal, mas que a União ainda não exerceu sua competência tributária (depende do Congresso Nacional).

    Outro problema crônico brasileiro é a violência, único motivo que realmente me impeliu a buscar minha cidadania italiana (ainda não dei entrada), mas que também é decorrente de 5 séculos de espoliação dos mais pobres, e que agora se manifesta como fenômeno decorrente fatores psicossociais de uma juventude (e também pessoas de meia idade) bombardeadas por valores individualistas e consumistas da sociedade capitalista pós-industrial.

    Em suma, o problema do Brasil é social, e não é tratando isso de forma preconceituosa e não informada que algo irá mudar. Mas é reconhecendo que o Welfare State europeu foi construído distribuindo renda e atacando os privilégios das aristocracias (o que a Itália passa hoje é produto de um processo inverso, onde a plutocracias financeiras tomaram conta dos Estados europeus, é aquela coisa, privatizaram os lucros, mas agora querem socializar o prejuízos).

  13. engraçado que sempre que pesquiso alguma coisa sobre a italia quase sempre caio em algum site relacionado a Barbara, sempre vejo comentários dela desencorajando a inda de alguém para a italia e principalmente dela fazendo comparação pra dizer que o brasil é melhor, então faço uma pergunta o que a senhorita ainda está fazendo na Italia???? alguns comentários seus são sem sentido vc falou que na italia as coisas não é bem assim pq com 1.000 euros não se aluga um apto bom em roma ou milão, más aqui no brasil com R$ 780 não aluga nem uma kit net perto do centro de sp ou rj, vc é a tipica brasileira que gosta de desencorajar os outros para não conseguir algo que vc conseguiu, não sou rico, más eu deixaria de ser rico aqui para ser um pobre na Italia.

  14. Oi Israel,
    Que bom saber que você tem encontrado vários artigos interessantes dos meus sites.
    Eu não tenho objetivo de desencorajar ninguém, só não gosto de ver brasileiro chegando aqui cheio de ilusões e depois passando a vida a me mandar e-mails falando mal da Italia ou dizendo que sou deslumbrada. A Italia é ótima para passar férias, para quem tem família aqui ou para quem tem muito dinheiro. Obviamente se você quer experimentar uma nova vida, venha. Mas sem um apoio e com pouco dinheiro as coisas serao um pouco difíceis, especialmente porque não falam a sua língua e os hábitos saão diferentes. Boa sorte e depois me conta como vai a nova vida!

  15. Olá Barbara, tudo bem???

    Li o texto e gostaria de acrescentar, que aqui no Brasil, quem ganha algum tipo de auxilio do governo e quem não está procurando emprego não é considerado Desempregado. Segundo o IBGE, de cada 100 brasileiros em idade de trabalho só 53 trabalham. isso faz com que as taxas de desemprego no Brasil seja uma das mais baixas no mundo, porém é “maquiada”.

    Beijossss

  16. Ola moro na Itália já faz 2 meses e já consegui um emprego informal, ganho em media 1000 euros mensais não falo ainda quase nada o Italiano mais posso dizer que não estou tendo dificuldades e sim obstáculos a serem ultrapassados que qualquer um ultrapassa, posso dizer que se vc for esforçado nada é difícil.

    Um grande abraço a todos!!!

    ou un grande abbraccio a tutti !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here